Arquivos do Blog

Metendo a pá na pedra

Por: Brenda Santos e Antônio Benvindo

Depois da semana escolar do Festival Pá na Pedra, com muito interesse por parte dos alunos ao mundo cultural, político e social, a pá continua batendo na pedra até lapidar.

Na sexta-feira (26) foi promovido a 8ª Edição do Encontro dos Compositores e a segunda do Sarau no Ribeirão, dois eventos que foram unificados no mesmo local, encheu os olhos de muita gente e transbordou as almas presentes de música e poesia. Tivemos a presença de Luiz Sérgio, Ricardo Reis, Welbert Messias e  Valdir Júnior, Raul Mariano e Felipe Avelar, alem de rolar um palhinha do Cássio Morais e Marcos da banda Se7ima, tivemos também intervenção da poeta Patrícia Alhures – todos, em sua maioria, de Neves ou de regiões próximas. O Espaço Ateliê, que ficou pequeno para tamanha beleza, o clima aconchegante que atraía a atenção de quem passava perto. Tudo isso com boa comida e muita cerveja.

Sábado (27), o Festival continuou o levante de uma nova onda jovem na cidade: Quarteto Instrumental (Neves), Agbara (Belo Horizonte), S.O.S Periferia (Santa Luzia), [FS]No Fakes (dançarinos de free step – Neves) e Pequena Morte (Belo Horizonte) se apresentaram na Praça Central de Ribeirão das Neves, e deixaram o público saciado de cultura de qualidade. Público esse que, no início, se mostrou um pouco tímido, mas pouco a pouco sentiu que a cultura é para todos e dançou, pulou, bebeu, brincou e se divertiu ao som de qualidade e gratuito. Inúmeras máquinas fotográficas se mostraram presentes, demonstrando a vontade coletiva de registrar esse momento e esse festival que uniu vários gostos diferentes num só local, com uma só vibe.

Domingo (28) 9h30, no Parque “Ecológico” de Ribeirão das Neves, esportistas diversos (skatistas, slackliners, ciclistas, etc) presenciaram um Workshop de Slackline e um Campeonato de Skate, acontecimentos que fizeram a ocupação do espaço público ainda mais divertida. Nem o sol escaldante da tarde desencorajou o pessoal do esporte, o ânimo transmitido demonstrou isso.

A partir de 17h, também na praça central de Ribeirão das Neves, Coiotes S.A. (Neves), Coletivo Dinamite (Belo Horizonte), Se7ima (Neves) e Vivendo do Ócio (Salvador – BA), pincelaram mais uma camada de inovação na cidade. Fãs de localidades distantes vieram prestigiar suas bandas favoritas. Já no início o local se encontrava em processo de lotação por pequenas estrelas à espera de música boa pra brilharem – muitas se dirigiam à banquinha Fora do Eixo e a banquinha Semifusa, ambas repletas de CDs, camisas, chaveiros e informativos produzidos pelo setor independente.

Essa terceira edição do Festival Pá na Pedra marcou a memória de muita gente e, ano que vem, quer esse mesmo público com esse fôlego. Agradecimentos de toda família Semifusa aos presentes em alguma das atividades. Que venha o Festival Pá na Pedra 2013!

VEJA MAIS FOTOS AQUI

Anúncios

Primeiro fim de semana do Pá na Pedra 2012

Por: Brenda Santos e Antonio Benvindo

Fotos: Antonio Benvindo e Leonardo Corrêa

O que dizer do Pá na Pedra no último fim de semana, foi lindo! No sábado (20) o Semifusa Coletivo, abriu a Casa de Cultura às 10h, para os mais diversos públicos, promovendo oficinas de percussão corporal, fotografia e tecnologias de produção cultural. Na primeira, depoimentos de que “foi muito doido” ou de que “não sabia da capacidade sonora que o nosso corpo tinha” foram melodias pros meus ouvidos. Na segunda, pessoas admiradas e cogitando a futura formação na área, com a visão aguçada, anteriormente não imaginando da capacidade de diferentes visões registradas em uma única câmera. Na terceira, os antenados ao mundo da publicidade, da propaganda, da cultura, do entretenimento e do que envolve o social no geral sentiram a certeza do que queriam ter como formação. De maneira geral, conhecimento ampliado, distribuído e plantado, que gerará bons frutos num tempo próximo.

Oficina de Percussão Corporal

Por volta das 16h dezenas de pessoas reuniram-se no salão do estabelecimento. Uns bebendo água, outros sem nada na mão: todos com sede de integração e conhecimento. Ideias postas, comentários acerca do Acorda Neves, Fora do Eixo e Secretaria de Juventude de Brumadinho e propostas atuais para uma cidade que é, ainda, um pouco conservadora. Amigos que nunca imaginei num evento como esse presentes e minha alegria por ver uma nova onda de ativismo na localidade em que moro só aumentando. Realmente uma Conversa Infinita acerca do que sabemos sobre Neves (e o que pretendemos propor pra aumentar esse saber) da juventude e da cultura (que, a cada ano que passa, vem se unificando e aumentando).

Conversas Infinitas

No entardecer às 18h, todos postos em seus lugares, foi exibido um slide acompanhado de uma palestra sobre o Lançamento do Observatório de Ribeirão das Neves. Quem antes fazia trocadilhos do tipo “Ribeirão das Trevas” ou dizia que a cidade era majoritariamente um dormitório mudou sua opinião. Conceitos pré-estabelecidos foram modificados e o sentimento de mudança e pertencimento aflorou em cada um presente – até mesmo na atual prefeita, Daniela Corrêa, que salientou que as ideias dos grupos presentes eram semelhantes às que ela têm pra população – um apoio e tanto.

Lançamento do Observatório de Ribeirão das Neves

Encerrando às 20hrs com uma bela mostra de vídeos, o documentário Vila Bispo de Maura e o Lixo Extraordinário arrancam expressões boquiabertas pela diversidade de pessoas da cidade e pelo incrível trabalho de Vik Muniz que mudou muitas vidas e inspirou várias outras.

O domingo (21) foi impagável, fazer o inimaginável outrora em Neves, um Passeio Cultural, cercado de bela natureza com as da Lajinha; artes que ganham vida com o toque peculiar do artista plástico Carlim Crepalde; a sensacional e inacreditável Casa Invertida e a manifestação cultural da Festa de Nossa Senhora do Rosário, iluminaram o nosso domingo, que nos fez beber em fontes inesgotáveis de Cultura, Lazer e Religiosidade, o que dizer de um domingo como esse?

Visita ao Espaço Invertido

Em suma, a 3ª Edição do Pá na Pedra está incrível e esse foi apenas o primeiro fim de semana. E esperamos os mesmos presentes que representam vulcões de desejos inconformados e hormônios agitados não somente à espera, mas na vontade de fazer história. Que venham os shows do final de semana pra ALAVANCAR 2013! Ribeirão da Neves estará presente na transformação da sociedade brasileira.

Veja mais fotos AQUI.

Passeio cultural em Ribeirão das Neves

Isso mesmo que você está lendo! O Pá na Pedra vai proporcionar ao seu público o que as pessoas não conseguem nem imaginar, um passeio cultural por lugares interessantes, bonitos e inspiradores da cidade. O intuito do passeio é levar às pessoas a conhecerem locais de destaque da cidade, contrariando a mística de que a cidade não tem pontos turísticos.

O investimento para o passeio, é de R$ 15, e as vagas são limitada. Você pode fazer sua inscrição através do formulário disponível AQUI.

Veja mais detalhes sobre os locais:

Espaço invertido

O espaço é conhecido nacionalmente, através da mídia, mas poucas pessoas sabem que esse espaço fica no bairro Granjas Primavera, próximo ao Nova Pampulha em Ribeirão das Neves. A casa inusitada é utilizada atualmente como espaço de eventos e receberá a nossa visita dentro do Pá na Pedra.

Congado – Festa no nossa senhora do Rosário

Realizado pela Comunidade Nossa Senhora do Rosário o Congado é um dos mais respeitados eventos de nossa cidade. E ele será realizado no mesmo período do Pá na Pedra, apenas uma desculpa para que possamos passar por lá e conferir essa linda festa de mais de 100 anos de existência, com uma riqueza cultural impressionante.

Lajinha

Esse lugar maravilhoso é desconhecido de boa parte da população Nevense. O local faz parte de uma das APA’S (Area de preservação ambiental) e contém um imenso bioma, estimado pelos técnicos como um local que merece ser cuidado por correr risco de extinção, em virtude do avanço populacional.

Atelier Carlim Crepalde

 Carlim Crepalde esse é o nome artístico de um dos mais respeitados artistas de Ribeirão das Neves, denominada “Arte povera” ou “arte pobre”, que tem a característica de utilizar materiais simples e artesanais para reconstruir o sentido do material. O artista ganhou notoriedade, ao expor suas artes no Festival gastronômico de Tiradentes e abrirá seu atelier para nos atender no Passeio Cultural.

Igreja da Colina

Localizada na estrada dos Pereiras entre a BR 040 e MG 06, no bairro San Marino, bem ao alto da montanha  encontra-se a tradicional igrejinha da Colina, que de longe encanta os olhares dos romeiros com a sua simples e rústica estrutura. Construída na década de 30 por moradores da época que transportavam o material por meio de carros de bois e tropas de burros, tijolo por tijolo ela foi erguida. Ampliada e reinaugurada em 16 de maio de 1946, em  na década de 90 foi tombada como Patrimônio Cultural pela Lei Orgância Municipal, sendo restaurada em 1999, abrindo as portas para a tradição e religiosidade de seus fiéis.

Fonte: Portal Prefeitura de Ribeirão das Neves.

Eu, desenho?

Já se imaginou em uma folha de papel? Durante a programação musical do Pá na Pedra o pessoal do Estúdio Black Ink vai estar no Parque Ecológico mostrando seu trabalho.

Arte: Black Ink

O Black Ink é um estúdio de design, ilustração e quadrinhos. O pessoal abusa da criatividade em suas criações e faz um trabalho bem diferente. Para curtir a produção do Black Ink clique aqui.

Eles vão fazer caricaturas do pessoal que passar por sua banquinha hoje e amanhã, a partir das 17h.

Rolando agora a Oficina de Elaboração de Projetos Culturais

Hoje, durante a programação do Pá na Pedra, está acontecendo a Oficina de Elaboração de Projetos Culturais, com Roberta Henriques. Durante a atividade, os participantes puderam esclarecer dúvidas sobre como deve ser construído um Projeto para ser levado à aprovação de algum órgão.

pá na pedra

Segundo Alana Januário, os participantes puderam entender “a importância de cada item que deve ter dentro do projeto, como, por exemplo, a equipe que irá trabalhar para sua execução, a verba, a planilha orçamentária, entre outros”.

Os participantes também têm a oportunidade de colocar em prática o que aprenderam elaborando um projeto.

Mais tarde, teremos durante a programação a Mostra de Vídeos com o documentário Brega S/A de Vladimir Cunha e o filme Sozinho no Inferno, de Gemerson Sander.

%d blogueiros gostam disto: